Exercício da Advocacia

No exercício da advocacia, o desejo de que minha atuação ultrapassasse os direitos individuais me fez optar pela especialização em ambiental, cujos direitos em jogo são transindividuais. Já no exercício da advocacia ambiental, outra necessidade surgiu. A incrível experiência da maternidade – amor incondicional aos meus filhos, momento em que, como afirmam os cientistas, a mulher passa por uma profunda reorganização cerebral, nasceu em mim um desejo, quase incontrolável, de eternizar o meu destino profissional da última década.

A nossa geração testemunha a maior crise ambiental da História de toda a Humanidade, então passei a enxergar o mundo de um jeito diferente, já não tão extenso e resiliente, mas frágil e vulnerável. Não bastava mais apenas denunciar, orientar a agir corretamente ou corrigir os erros por terceiros cometidos, sentia a necessidade de sinalizar rumo e perspectiva, mostrar quais seriam as soluções inteligentes e sustentáveis para velhos problemas típicos de um modelo de desenvolvimento.

Percebi que não se mudam hábitos e comportamentos por leis ou decretos. E que detemos bastante conhecimento e tecnologia para promover a mudança para um mundo sustentável, mas por outro lado pouco acesso à informação. A necessidade da mudança se tornava urgente. E embora a informação não pode tudo, pode muito.

Desejei, portanto, inspirar o amadurecimento de idéias para se transformarem em atitudes. E é com este propósito que pretendo dar neste espaço visibilidade a um repertório de experiências inteligentes e sustentáveis, abordando temas que perpassem indistintamente todas as áreas do saber e do conhecimento (transversalidade), e que seja de interesse do engenheiro ao arquiteto, do economista ao advogado, do empresário ao gestor público.

Sejam bem vindos!

Participe da conversa no Facebook!

* Mestre em Direito Econômico com ênfase em Direito Ambiental pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), tendo desenvolvido pesquisa e trabalho sobre o tema Ação Civil Pública de Responsabilidade por Danos Ambientais; pós-graduada em Direito Ambiental pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP); graduada em Direito pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Professora da Pós-Graduação em Direito Ambiental da Fundação Faculdade de Direito da Bahia. Conselheira Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil, Seção Bahia. Membro do Conselho de Meio Ambiente da Federação das Indústrias do Estado da Bahia – FIEB. Membro da Comissão de Meio Ambiente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção – CBIC. Membro do Conselho Temático de Meio Ambiente e Sustentabilidade (COEMA) da Confederação Nacional das Indústrias (CNI). Palestrante em eventos sobre temas de Direito Ambiental; autora de artigos, obras coletivas e trabalhos científicos apresentados e premiados em congressos e seminários. Foi especialista visitante no curso de Direito Ambiental Comparado na Universidade do Texas (EUA) e cursou International Environmental Law na Pace University School of Law, em Nova York.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s