Gamesa Eólica vai ampliar indústria na Bahia em junho

Os bons ventos que sopram na Bahia têm estimulado a economia por meio da produção da energia eólica. O presidente da Gamesa Eólica, Edgard Corrochano, esteve reunido com o governador Rui Costa e o secretário em exercício da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), Paulo Guimarães, na tarde de terça-feira (28), no Centro Administrativo da Bahia (CAB), onde apresentou os futuros projetos eólicos na região.

Edgard também anunciou que a inauguração da expansão da indústria em Camaçari será no mês de junho, possivelmente, no dia 8. “Temos o objetivo de consolidar a cadeia produtiva de energia eólica no estado da Bahia. Queremos investir mais com os nossos fornecedores para, obviamente, aproveitar da questão logística de tê-los perto de nossas fábricas e, com isso, nos tornarmos mais competitivos perante nossos clientes e o mercado. Ao mesmo tempo, conseguiremos gerar emprego para a Bahia”.

Investimentos e empregos

A Bahia já foi contemplada com 161 projetos de energia eólica que vão ser instalados em mais de 20 cidades até 2017. Um total de 37 parques eólicos estão em operação no estado. Até 2014, a Bahia já recebeu investimentos em energia eólica da ordem de R$ 12 bilhões.

De acordo com o secretário em exercício da SDE, Paulo Guimarães, o governo do Estado tem concentrado esforços para fortalecer cada vez mais a cadeia produtiva da energia gerada pelos ventos. A intenção, segundo ele, é garantir que a implantação dos parques eólicos na Bahia também seja feita com equipamentos no estado. “Fazemos todo o possível para garantir que elas se instalem aqui da melhor forma, mais rápida e nas melhores condições, que tenham o atendimento das suas necessidades do ponto de vista da localização mais adequada, facilidade para entrega dos produtos nas localidades onde os parques estão instalados no semiárido do estado, além da articulação com o governo federal, se necessário, junto ao BNDES”.

Segundo o presidente da Gamesa, até o momento, a empresa já investiu mais de R$ 150 milhões no estado. “Temos mais de 500 funcionários diretos, só da Gamesa. Porém, com os indiretos, já chegamos a gerar mais de mil empregos, 70% deles no estado da Bahia. Com as atividades e o crescimento do mercado, esperamos que este número cresça ainda mais”, afirmou.

Para Edgard Corrochano, entre os motivos que estimularam a Gamesa a expandir os negócios no estado, estão os rumos que a cadeia produtiva de energia eólica tem alcançado na Bahia. “Se olharmos a quantidade de projetos em nível federal, vemos que a Bahia tem um dos melhores ventos do Brasil. Nos próximos cinco a dez anos, vemos a Bahia como um estado líder de energia eólica no país. Isso nos ajudou muito a continuar investindo aqui, em especial, em Camaçari, onde está a nossa planta de montagem de naceles (aerogeradores)”.

Novos projetos

Ainda conforme o secretário em exercício, na última segunda-feira (27), foi realizado um leilão nacional de energia elétrica e a Bahia foi o único estado que teve projetos de energia eólica aprovados. “Foram três projetos, totalizando 90 megawatts, além do que nós já tínhamos. São de uma empresa chamada Enel [Green Power], que vai se implantar na região de Dom Basílio. Isso faz com que a Bahia consolide sua liderança na questão de projetos aprovados”.

Fonte: Secom

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s