Seminário sobre o setor de energia reuniu líderes políticos e empresariais na FIEB

Polêmicas sobre a matriz energética brasileira, desafios à competitividade do setor e projeções a respeito das fontes de energia renovável deram a tônica do Seminário Energia Competitiva no Nordeste, realizado pelo Jornal Correio, na sede da Federação das Indústrias do Estado da Bahia, na terça-feira (28).

No turno da manhã, o evento recebeu o senador Walter Pinheiro (PT), o deputado federal José Carlos Aleluia (DEM) e o deputado federal Paulo Abi-Ackel (PSDB). O primeiro bloco do seminário teve ainda palestra do economista Marcos Troyjo, professor de relações internacionais e de políticas públicas da Universidade de Columbia (Nova York).

O senador Walter Pinheiro destacou a entrada de novas empresas no mercado de energia elétrica como um ponto positivo no atendimento à demanda, mas admitiu que o risco de um possível apagão não deve ser descartado. “Do ponto de vista técnico, eu diria que é baixo o risco, mas vivemos situações momentâneas de alto risco”, ponderou.

Para o deputado federal José Carlos Aleluia, será possível alavancar a competitividade brasileira no setor de energia através do investimento privado. “Para sermos mais competitivos, precisamos tornar o ambiente menos hostil ao investimento privado. Hoje, as empresas elétricas estão penando. Vamos arrumar o setor, porque nós temos potencial elétrico. Mas não adianta se não tiver financiamento”, enfatizou. “Precisamos parar de tratar esse assunto como um assunto do partido A ou do partido B. Até porque os elétrons não são nem azuis, nem vermelhos”, disse Aleluia.

Já o deputado federal José Abi-Ackel lembrou a necessidade de renovação dos contratos de consumidores industriais da Chesf (em 2015 chegaram ao fim os contratos especiais de fornecimento de energia de sete empresas instaladas nos estados de Alagoas, Bahia e Pernambuco junto à Chesf; firmado na década de 1970, o acordo garantia tarifas de energia mais baratas para esses consumidores industriais). O deputado argumentou que no setor industrial o preço da conta de luz é necessariamente um fator de competitividade. Também lembrou que falhas na infraestrutura energética do país fazem o Brasil decrescer nos índices internacionais sobre atratividade de investimento.

O turno da tarde ficou reservado às apresentações mais técnicas relacionadas a engenharia, economia e negócios, com palestras de Paulo Pedrosa, presidente da Associação Brasileira de Grandes Consumidores Industriais de Energia e Consumidores Livres (ABRACE), Gilberto Hollauer, diretor de planejamento de longo prazo da Secretaria de Desenvolvimento Energético do Ministério de Minas e Energia, e Élbia Gannoum, presidente da Associação Brasileira de Energia Eólica (Abeeólica).

Paulo falou sobre as ameaças à competitividade do setor de energia, com destaque sobre o papel do setor para a economia do Brasil e do Nordeste. Gilberto apresentou dados sobre a gestão federal no setor de energia e falou sobre desafios atuais do setor, que para ele se concentram em promover maior acesso à energia; o representante do Ministério de Minas e Energia descartou a possibilidade de decretação de racionamento. Já Ébila apresentou um case sobre a indústria eólica no Brasil, destacando o potencial desta fonte de energia, com os estados da Bahia e do Rio Grande do Sul figurando entre os expoentes deste mercado.

O seminário Energia Competitiva no Nordeste foi realizado pelo Jornal Correio, com apoio institucional da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB) e da Dow Chemical do Brasil, e com patrocínio global da Braskem.

energia competitiva - debate final 2

*Redação, com informações do Jornal Correio e da Gazeta de Alagoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s