Prefeitura de Salvador realiza audiência pública sobre planejamento urbano

Silvio Pinheiro, Superintendente da SUCOM. Foto: Divulgação.

Silvio Pinheiro, Superintendente da SUCOM. Foto: Divulgação.

Redação

Na última sexta-feira (1), a Prefeitura de Salvador promoveu, na Arena Fonte Nova, a primeira audiência pública para discutir o Plano Salvador 500, programa criado para elaborar um planejamento estratégico para a cidade até o ano de 2049, quando a capital completará 500 anos.

Coordenada pela Presidente da Fundação Mário Leal Ferreira, Tânia Scotfield, e pelo Superintendente da SUCOM, Silvio Pinheiro, a audiência foi realizada para ouvir as demandas da população acerca do Plano Salvador 500 e teve como principal atividade a discussão do Regimento Interno das audiências públicas que serão realizadas durante o processo de elaboração do Plano.

Durante o pronunciamento de abertura, o Prefeito ACM Neto reconheceu o desafio de planejar a cidade para os próximos 35 anos: “nas últimas décadas, o que nós vimos foi o crescimento desordenado e a ocupação irregular. De um lado, a Salvador da riqueza. Do outro, a Salvador dos esquecidos. E não é essa a cidade que nós queremos”. Ele previu a conclusão do Plano para o segundo semestre de 2015, quando também serão entregues os projetos do PDDU e da LOUOS. Já o Presidente da Câmara Municipal de Salvador, Paulo Câmara, prometeu que o Legislativo estará participando ativamente do projeto e enfatizou que, ao todo, mais de 40 discussões serão realizadas.

Após a abertura do evento, aconteceu o debate com os participantes, quando as regras do Regimento Interno foram discutidas e houve a compilação de sugestões para o texto do documento. Em seguida, Tânia Scotfield (FMLF) apresentou as estratégias do Plano. Ele prevê a realização de outras audiências públicas para discutir temas como desenvolvimento urbano, meio ambiente e cultura. Além delas, serão promovidos fóruns setoriais com técnicos da administração municipal, das universidades e da sociedade civil organizada.

“O PDDU de Salvador é muito esperado pela cidade”, salienta a advogada Erica Rusch, que participou da audiência pública. A advogada disse estar satisfeita com a presença de diferentes setores da sociedade na Arena Fonte Nova. “Isso mostra que a população atendeu ao chamado da Prefeitura para o debate e que há interesse em elaborar um planejamento participativo para Salvador”, finalizou.

Vereadores, representantes da sociedade civil e da comunidade acadêmica estiveram presentes à audiência. Entre eles, representantes do IAB, do CREA, da Faculdade de Arquitetura da Universidade Federal da Bahia, e líderes comunitários de Salvador, a exemplo dos moradores do Centro Histórico.

Mais informações:

http://www.plano500.salvador.ba.gov.br/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s